Bem na Net Notícias





PUBLICADA EM 09 JUNHO 2012 - 15:42

Milhares de fiéis prestigiam Corpus Christi em Montes Claros

Valéria Borborema
Assessoria de Imprensa

- Nós celebramos este Dia de Corpus Christi senão para refazer em nós uma vida que é própria de quem recebe a vida de um Deus humanizado. Jesus veio ao âmago de nossa história para que o ser humano perceba que não basta querer se relacionar com Deus. É preciso, antes, que ele dê algo de si (...) para que esse ato faça comunhão com o semelhante, faça comunhão de Cristo conosco.

O ensinamento pontuou o início da homilia do Arcebispo Metropolitano Dom José Alberto, durante a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, no final da tarde de quinta-feira, 7 de junho, na Praça Doutor João Chaves, centro histórico da cidade. Concelebraram padres e diáconos da 2ª Região Pastoral do Setor Centro da Arquidiocese de Montes Claros, realizadora da Missa.

Fotos: Valéria Borborema

Depois, cerca de quatro mil fiéis, segundo estimativa dos organizadores, acompanharam o prelado, que conduziu o Santíssimo Sacramento em carro coberto pelo Pálio Processional, até a Praça Pio XII. Em frente à Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, o líder religioso e séquito de sacerdotes e coroinhas caminharam sobre 36 colchas de fuxico, cuidadosamente arrumadas no pequeno trecho de rua, e subiram no altar montado próximo à entrada do majestoso templo para a Bênção com o Santíssimo Sacramento.

O momento levou a multidão ao delírio quando choveram pétalas de rosa e papel picado da torre da igreja. "Rei, rei, rei, Jesus é nosso rei", cantou extasiada a grande assembleia católica.

Ainda na Praça Doutor Chaves, Dom José Alberto Moura procurou desenvolver linha de pensamento a respeito da passagem bíblica da Última Ceia - "Tomai. Bebei. Isto é o meu Corpo... o meu Sangue... . Fazei isso em memória de mim" -, que fundamenta o fenômeno da transubstanciação, ou seja, a transformação do pão e vinho em Corpo e Sangue de Cristo, respectivamente.

- Celebramos hoje (7 de junho), [portanto], o ato continuado da Última Ceia - afirmou ao indagar acerca "do significado da vida na Terra, na perspectiva de um Deus que [nos ama]".

- Comungando da Eucaristia nos comprometemos a nos tornar presença de Jesus para os outros - continuou para alertar que, "do contrário, a comunhão não vale".

- A nossa religiosidade também pode ser mentira se não representar compromisso em Cristo, aceitar as coordenadas de Cristo. (...) Então nós comungamos da vida de um Deus no âmago de seu ser, doando a vida. (...) Então temos convivência diferenciada, inclusive com os desfavorecidos - que precisam de dignidade e esperança, e "a Eucaristia se torna partilha do 'dar algo de si', de dentro para fora".

Daí, complementou, que "se aprende o significado de uma vida quando aceitamos as coordenadas de Cristo dentro de nós".

A 2ª Região Pastoral é composta pelas paróquias da Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida e Matriz de Nossa Senhora e São José, além da quase-paróquia Sagrado Coração de Jesus e da comunidade eclesial Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Orfanato).

Concelebraram os padres Dorival Souza Barreto Júnior e Kennedy dos Santos Silva, os monsenhores Geraldo Marcos Tolentino, José Osanan de Almeida Maria e Silvestre José de Melo e os diáconos permanentes Fernando Veloso e Edmar Araújo.

Na Solenidade de Corpus Christi dessa área houve arrecadação de alimentos, agasalhos e cobertores. As pessoas encarregadas da tarefa calculam que receberam algo em torno de 300 quilos de donativos que, posteriormente, serão doados a pessoas carentes.

COLCHAS

Dezenas de agentes de pastoral da Catedral Metropolitana e da Matriz ficaram a manhã e parte da tarde de quinta-feira elaborando tapetes para a tradicional procissão de Corpus Christi.

O trecho sob responsabilidade da Catedral abrangeu a Praça Pio XII e a rua Dom Pedro II até o cruzamento com a rua São Francisco. Neste ano, o pároco, Padre Dorival Souza Barreto Júnior, resolveu inovar. Incumbiu pastorais, movimentos, grupos e equipes de confeccionar colchas de fuxico (retalho de tecido em forma de círculo, alinhavado pela borda e franzido pela linha da costura).

Um trabalho artesanal que começou em outubro de 2011. O objetivo de Padre Dorival Barreto foi homenagear Jesus presente no Santíssimo Sacramento e instituições de caridade que, em breve, receberão a doação das colchas usadas em Corpus Christi.


Últimas Notícias


Últimas coberturas

+ VEJA FOTOS DE OUTROS EVENTOS


+ LEIA TODAS AS NOTÍCIAS PUBLICADAS



Sites, Sistemas Web e Mobile em Montes Claros - MG Bem na net