Opinião





Luís Alberto Caldeira

Jornalista, editor do site Bem na Net. Bacharel em Comunicação Social pela PUC Minas. Pós-graduado em Comunicação Digital.
 

O Chimarrão vai mudar

25 FEVEREIRO 2015

O rodízio de carnes mais conhecido dentro e fora de Montes Claros vai mudar de endereço. De acordo com nota do jornalista Benedito Said, publicada em sua coluna no Jornal de Notícias, a Churrascaria Chimarrão fechará as portas onde funciona há quase 30 anos para reabrir, em breve, em ponto próximo ao aeroporto onde, no passado, funcionou o restaurante Redondo, as boates All Bar e Firebull, e mais recentemente o Espaço Bella Távola.

Foto: Reprodução do Google Street View

Ainda segundo Said, o Supermercado BH construirá no terreno do Chimarrão mais uma filial e que, após concluídas as obras, a churrascaria seria reinstalada dentro da área do supermercado, com status de shopping. É mais um sinal do progresso da região Norte da cidade, que, além do aparecimento de dezenas de novos loteamentos e construções residenciais, e de receber pavimentação de ruas em bairros adjacentes nos últimos meses, poderá avistar, ainda, a transferência da Prefeitura para o antigo prédio da Coteminas, localizado na Av. Governador Magalhães Pinto.

Para que esta valorização seja sustentável, resta agora revitalizar o entorno da Lagoa de Interlagos, e pensar soluções para minimizar o impacto que o trânsito da região sofrerá nos próximos anos com os novos empreendimentos.

Câmara aprova mais asfalto para Montes Claros

25 FEVEREIRO 2015
Dos seis projetos em pauta na reunião da Câmara Municipal de terça-feira (24/02), apenas um foi votado e teve o botão do 'sim' apertado por todos os vereadores, autorizando a Prefeitura de Montes Claros a contrair empréstimo de R$ 10 milhões para pavimentação de ruas na cidade. O valor se soma aos recursos que estão nos cofres do município, frutos de outros financiamentos e da economia da administração, e que já deram início às obras do benefício tão requisitado pela população e, claro, o que dá mais votos: o asfalto.
 
O projeto seria o último a ser votado, mas o vereador Valcir da Ademoc pediu a inversão da pauta, que previa, em primeiro lugar, a extinção do voto secreto na Câmara. Entre opiniões divergentes dos vereadores sobre o que era prioridade, 40 preciosos minutos se passaram e ficaram sem serem apreciados outros projetos importantes e polêmicos como a instituição do programa municipal de parcerias público-privadas, que poderá dar margem à construção do Centro Administrativo e até do Mocão. Irmão Waldiney chegou a pedir para que levantasse a mão quem julgasse que o projeto do asfalto era mais importante do que a extinção do voto secreto. Apenas três pessoas se manifestaram. Contrariando a vontade do público do plenário, mesmo assim, a inversão da pauta foi confirmada.
 
Foto: Luís Alberto Caldeira
 
Crítica entre alguns vereadores, entre eles Cláudio Prates, foi a falta de anexo em projetos anteriores definindo previamente as ruas que seriam asfaltadas, visando dar mais transparência e informação antecipada aos moradores da chegada do benefício. "Para que não sejam utilizadas como moeda de troca para atender as bases do prefeito", ponderou um parlamentar. O projeto atual, contudo, prevê asfalto para vias dos bairros Vilage do Lago I, Universitário, Conjunto Bandeirantes, Alto da Boa Vista, Santo Inácio, Jardim Primavera, Nossa Senhora das Graças e Santa Rafaela, num total de 168 mil metros quadrados. Outro vereador chegou a reclamar que a pavimentação tem privilegiado regiões "onde existem empresas do prefeito", como, por exemplo, o Bairro Universitário.
 
De olho nas eleições do ano que vem, a intenção de Ruy Muniz (que não esconde que quer chegar a ser governador do Estado) é conquistar o eleitor com obras e virar a casaca até de quem ele prometeu premiar com cargo público por ter ajudado na sua campanha e depois virou as costas. Somente com o primeiro pacote de pavimentação em andamento, com investimento de R$ 50 milhões, iniciado em setembro de 2014, serão contemplados 54 quilômetros de extensão, uma média de 80 ruas. Outra licitação, no mesmo valor, foi anunciada para os próximos meses. Se o ouro negro vai chegar a todo mundo que vive na poeira (ou na lama quando chove) em Moc City, não é certeza. Mas torcemos que sim. Estou esperando no meu bairro.

Últimas coberturas

+ VEJA FOTOS DE OUTROS EVENTOS


+ LEIA TODAS AS NOTÍCIAS PUBLICADAS



Sites, Sistemas Web e Mobile em Montes Claros - MG Bem na net